[TRAD] Entrevista com Junho para a edição de outubro da revista Singles

22 set

Junho tirou a roupa do show, limpou a maquiagem, e desceu do palco. Ele é agora um garoto simples e básico de 22 anos.
Se você tirar todas as roupas sofisticadas e a maquiagem, o Junho que está aqui na nossa frente é um garoto inocente. O Junho que dividiu uma pizza com o pessoal do estúdio e conversou sobre sua última visita a sua casa e contou-nos histórias sobre sua gata desapareceu, e seus olhos revelam uma espécie de tristeza interior.
Certamente este não é o visual do animado Junho que conhecemos. Neste momento, ele não é o Junho do 2PM que é trabalhador e recebeu o título de “Junho, o ambicioso”. Ele não gosta de ser uma pessoa entediante.
Contudo, ele não pode esconder a energia positiva que ele possui, e nem os planos que ele tem para o futuro. Não vai largar tudo e parar de trabalhar. 
Para tornar-se um cantor, ele por vezes deixou de comer para exercitar-se, até mesmo aqui no set de filmagens ele é empenhado e mostra o desejo de seguir sua carreira como ator. Mesmo enquanto ele dorme, acorda e do nada compõe uma melodia que apareceu em seus sonhos. Nós falaremos sobre isso aqui.
Agora, ele está agitado, como uma bússula indo de um lado para o outro, Junho pergunta se, no futuro, quando ler esta entrevista ele estará se sentindo da mesma maneira. As coisas que ele deseja fazer, será que ele ainda pensará tanto quanto o Junho de 22 anos de aparência melancólica? Hoje, se Junho expressar seus pensamentos ele pode tornar-se uma versão mais despreocupada de si mesmo no futuro.

E como você passou o feriado de Chuseok(Dia de ação de graças da Coreia)?
Graças a Deus não tivemos que trabalhar nesse dia. Eu passei o feriado com a minha família. Eu não visitava a minha casa fazia um tempo, então, pude ver minha mãe, pai e minha irmã mais velha, mas tive que deixá-los um pouco mais cedo porque eu tinha um compromisso. Minha casa fica em Illsan e, pensando nisso, é a primeira vez que eu estive em casa desde o Ano Novo Chinês. Minha mãe pediu que eu desse uma passadinha em casa pelo menos uma vez por mês.

Durante as promoções de Hands Up, todos os membros do 2PM pareciam bem confortáveis e isso foi legal. Quais foram as partes boas e ruins das promoções desse álbum?

Estar confortável foi bom e ruim ao mesmo tempo. Eu cobro muito das nossas apresentações, elas tem que valer a pena, mas, sei lá, parecia que a gente só estava pulando e brincando no palco, deve ser por isso que foi ruim de certa forma. Mas contrariando o que eu achei que seria, recebemos muito amor. É uma pena que o período de promoções foi tão curto. E durante todo o tempo que fizemos as promoções, choveu demais na Coreia.

A sua música Give It To Me faz parte da trilha sonora do filme ‘Blind’. Essa música foi composta baseada em uma experiência real ou tem um história por trás dela?

Eu queria que essa música tivesse aquela vibe de “estou apaixonado”♥. Em um sonho que eu tive, estive apaixonado por alguém, e após ter um sonho desses eu queria de fato estar apaixonado daquele jeito. Tem umas pesquisas que dizem que se alguém aparece nos seus sonhos, é provável que você comece a gostar dessa pessoa. Enfim, eu escrevi essa canção logo que eu acordei, não demorou mais de 30 minutos. Isso aconteceu após eu ter gasto o dia todo, dias depois de eu ter passado meses trabalhando em algo, eu não tinha inspiração, então foi ótimo. Realmente, para compor uma música você precisa estar conectado pessoalmente com a letra.

De onde você tira inspiração para compor suas músicas?

Tem vezes em que penso em alguma coisa do nada enquanto eu brinco com o piano ou antes de ir me deitar para dormir. Já gravei melodias diretamente no meu celular só murmurando a canção. Acontece também de eu ouvir uma melodia em um sonho mas depois não conseguir lembrar quando eu acordo. Às vezes, eu lembro só um pedaçinho da melodia, mas eu corro risco de ser acusado de plágio, né? (risos) Já que os sonhos refletem alguma experiência pessoal que tivemos. Eu normalmente carrego um caderno comigo e sempre que tenho tempo eu escrevo alguma coisa que surge na minha cabeça.

Que músicas você tem no seu MP3 agora? Você tem ouvido alguma música repetidamente nesses últimos dias?

Eu tenho tentado não ouvir música. Eu não quero enjoar de comer coisas boas. É assim que tenho feito. Não importa o quão boa é certa música, ouvir demais irrita meus ouvidos e eu não consigo mais ouví-la. Daí eu vou ler algum livro ou quadrinhos e tento ficar longe de música por um tempinho.

Oh. E que livros você tem lido?

Ah, livros de menino. Eu li até o volume 71 de “Detective Conan”. E uma história em quadrinho inacreditável chamada “Elite Good-for-Nothing”. Parece que livros que não exigem que eu pense muito fazem bem pra mim. Eu li a primeira parte de “What is definition” e outros que tem muitas figuras de gatos como o “Cheer up, Kitty”. Já que eu gosto muito de animais, acho que gosto de ver fotos de animais.

Vimos alguns tweets seus mostrando sua preocupação por animais abandonados ou maltratados. Você passou por algo que te fez se interessar tanto por animais?

Nada de mais aconteceu, mas desde que eu era criança eu tive muitos animais de estimação. Pintinhos, coelhos, porquinhos-da-índia, hamsters…Um ano atrás um conhecido nosso deu um gatinho para a minha mãe e pediu a ela que o criasse como se fosse eu. É a primeira vez que criamos um gato, ele é uma graça. Agora, quando eu viajo sempre compro comida de gato e mando lá para casa. Conforme eu fui me apegando mais ao bichinho, me interessei mais por ele. Comecei a prestar atenção a programas de tv que falam sobre animais abandonados.

Parece que você falou por estes animais por diversas vezes.

Já que muitas situações ruins aconteceram, honestamente, eu não aguentei. Sequestro e matar animais para consumo ou coisas piores aconteceram. Se você tem o poder de dar sua opinião, todos deveria falar. Hoje em dia muitos artistas trabalham em conjunto a organizações em prol dos animais. Eu quero ser voluntário, mas não tenho muito tempo para isso. Por enquanto só ajudo fazendo doações.

Hoje o nosso objetivo era mostrar um pouco da solidão e exaustão que pessoas como você, um artista, passam. Quando você se sente triste e solitário?

Sinto-me assim atualmente. Estamos super ocupados, com nossas agendas cheias de compromissos, mal conseguimos dormir, mas mesmo estando cansado eu não consigo pegar no sono. Quando isso acontece, eu fico deitado pensando na vida. É nessas horas que eu me sinto solitário. Mesmo tendo meus colegas por perto, é diferente da solidão que você sente por causa da necessidade de amor. Eu tenho procurado por algo em que eu possa acreditar e confiar. Mas isso não quer dizer que eu esteja desesperado para me apaixonar. Se eu me concentro no meu trabalho não penso nisso. Se estou sozinho, sinto-me solitário, é só isso e nada mais.

O que você faz quando se sente sozinho?

Eu leio gibis sem pensar ou converso com algum dos membros do 2PM enquanto fazemos um lanchinho. Na verdade, eu gosto de aliviar o estresse fazendo praticando algum esporte, mas ey não tenho tido tempo para isso. Desde o debut do 2PM, eu não consigo praticar nenhum esporte de verdade, sabe?

Quando você estava na escola, que tipo de aluno você era?

Eu era bem reservado. No ensino medio eu fazia parte do teatro da escola. Eu praticava o dia todo, menos durante as aulas. Se eu ia para algum retiro da igreja ou excursão da escola, eu fazia peças de teatro também, eu não ficava muito animado durante as atividades, mas também não fazia as coisas de má vontade. Não gostava de ser tão introvertido, daí comecei a fazer teatro e isso me ajudou um pouco.

Quando você começou a achar seria um cantor?

Quando eu estava no grupo de teatro eu sempre gostava de cantar e dançar. Naquela época X-man era bem popular. Daí fizeram um show de talentos. Enquanto eu vi a parte do programa em que os famosos mostravam seus talentos, eu copiava muitos dos passos de dança.

Os membros do 2PM estão a cada dia mais se envolvendo em atividades individuais, mas o que eles acham desse fato?

Nos últimos 3 anos somente com as atividades do 2PM, nós estivemos bem ocupados e nunca de fato nos preocupamos com atividades individuais, mas desses dias para cá nossas opiniões tem divergido um pouco. Não queremos ser independentes mas achamos que cada um tem a capacidade de se destacar de modo individual e isso fortalecerá o grupo sem que precisemos nos separar. Alguns de nós farão parte de dramas japoneses e parece que conforme cada um acha uma área especifíca para trabalhar, fazemos tudo de modo mais animado. Isso é só o começo.

Tirando as promoções com o 2PM, que outras áreas você gostaria de se aventurar?

Como cantor, eu quero tentar fazer algo solo, e como sou ambicioso, gostaria de atuar também. No palco você consegue ficar imerso em emoções por um tempinho, mas quando você atua é totalmente diferente. É porque tem vezes que você quer dizer algo através do olhar, que é bem mais intenso do que palavras ou sons. Eu sinto que, ensaios fotográficos como este, aos poucos, eu estou estudando e aprendendo. Ah, também quero tentar narrar um documentário. Sinto que se me derem uma chance, eu posso fazer qualquer coisa. Como eu sou uma pessoa de lua, meu emocional tem altos e baixos. Quando eu me sinto bem, tudo parece tão fácil, mas quando eu me sinto melancólico, não tenho vontade de fazer nada.

Quando você participa de programas de variedades na televisão, você é do tipo que tenta seguir o script e estar bem preparado ou gosta de improvisar?

Quando o nosso primeiro álbum foi lançado, se eu ia a um programa tipo o “Family Outing”, sempre me cortavam. Eu não sentia a atmosfera e só me esforçava para trabalhar bem. Não tinha o ‘feeling’ e eu não era muito interessante, e foi assim por um tempo. Mas recentemente eu parei de me preocupar com os outros e comecei agir de modo natural. Já que o 2PM SHOW tem o nome do nosso grupo, pro causa desse peso e responsabilidade eu exagerei um pouco. Até me chamam de “Junho, o Ambicioso”. E o 2PM SHOW não segue um script, nós falamos sobre tudo e mais um pouco. Agir de modo natural funciona melhor em programas de entretenimento, não me preparo tanto e de fato é mais difícil do que me apresentar ou atuar.

Está é a geração onde o caráter faz a diferença. Existe alguma característica que você gostaria de ter e não tem? Você é conhecido por ser trabalhador, certo?

Sempre que eu sou uma entrevista eles dizem que eu sou dedicado e trabalhador, mas isso não é o mesmo que dizer que eu sou sem graça? Não serei mais assim. (risos) Eu sinto inveja da personalidade do Nichkhun. Ele é do tipo que diz algo e uma palavra dele é mais forte do que cem palavras juntas saidas da boca de outra pessoa. Contudo, as pessoas o veem como um “rostinho bonito” mesmo depois do Khun dizer que não gosta desses tipos de elogios. Acho que só dá para sentir se você entrar na cabeça da pessoa. Mas nós entendemos um ao outro.

Você é do tipo que julga a si mesmo?

Eu costumava pensar “já que sou assim, devo agir desse jeito”, então eu raramente tentava coisas novas. Agora eu só sigo o fluxo sem pensar demais. Agora, ao invés de me restringir tanto, eu quero experimentar qualquer novo desafio que surgir. 

O que mudou entre o “Junho” e o “Junho do 2PM”?

No começo eu não falava muito, mas eu era animadinho. Meu pai vem de Jeollanamdo, ele é bem frio e reservado. Acho que eu puxei meu pai. (risos) Dizem que os filhos parecem com os pais e acabam casando com mulheres que parecem suas mães. Sei lá, eu era reservado, mas sempre dizia o que era necessário, e comecei a falar mais um pouco já que a gente aparecia na TV.

Recentemente, no que você tem pensado muito?

Pensado em tirar férias? Já que não posso compor músicas do jeito que eu gostaria,
quero alugar um trailer e passear pelo país com uma câmera e acalmar meu coração. Sempre gostei de tirar fotos, mas eu ando tão ocupado com as apresentações que até para apertar o botão para tirar a foto me deixe cansado. Antigamente eu andava com uma câmera para cima e para baixo, agora, eu só penso em descansar. Não ficar sem fazer nada, sabe, mas adquirir sabedoria. Quero viajar pelo mundo.

Quando você encontra seus amigos, qual é o assunto principal?

Eu sou do tipo que gosta de escutar o que meus amigos tem a dizer. Tenho muitos amigos que estão tentando entrar na indústria do entretenimento, entao eu dou bastante dicas para eles e falo sobre as dificuldades da indústria.

O repórter aqui perto de mim disse que eu TINHA que fazer essa pergunta. Como você faz para manter o seu traseiro tão redondinho e charmoso?
Eu herdei isso dos meus pais. Não importa o quanto eu tente perder peso, minha bunda não some. Uma vez eu tentei perder peso mas mesmo que todos os músculos do meu corpo desaparecessem, minha bunda continuava lá, intacta. Acho que não tem a ver só com meu peso, é a estrutura óssea também. Não preciso ficar cuidando dela para que fique desse jeito, eu nasci assim.

Como você avaliaria sua imagem como cantor?

Eu acho que sou razoável. Às vezes, eu me acho muito bonito, mas outras vezes eu fico me pergunatdo ‘porque eu sou assim?’ Minha cabeça muda com muita frequência.

Na sua opinião, qual é o talento indispensável para um cantor?

Cantar bem, com certeza.

Que tipo de pessoa você almeja ser no futuro?

Quero me tornar uma pessoa que não vive com remorsos e sabe perdoar. Acho que olhando para trás me arrependo de muita coisa e me sinto culpado, mas não haverá progresso se eu ficar preso ao passado. Eu quero mostrar meu valor sem ser consumido pelo que me rodeia.

Qual é o objetivo número 1 da sua lista?

Continuar com meu trabalho no 2PM e atividades solo, e ser reconhecido pouco a pouco pelo meu trabalho.

Fonte: Singles October 2011 Issue
Créditos pela scan: kangri_ri via twitter
Traduzido para o inglês  por mcheller @ W2D
Traduzido para o português por Sara Bee

Anúncios

5 Respostas to “[TRAD] Entrevista com Junho para a edição de outubro da revista Singles”

  1. Alice 22 de setembro de 2011 às 16:16 #

    Muuito obrigada pela tradução! ^^

  2. areonlymydreams 24 de setembro de 2011 às 16:01 #

    “Uma vez eu tentei perder peso mas mesmo que todos os músculos do meu corpo desaparecessem, minha bunda continuava lá, intacta.”
    Num sei pra que o JunHo que diminuir a bunda dele ,
    as HOTTESTs adoram ela do jeito que ta

  3. Nara 27 de setembro de 2011 às 23:02 #

    brigada pela tradu *-*
    nao diminua seu bumbum Junho seu lindo

  4. ari love korea 18 de outubro de 2011 às 17:23 #

    Gente….. o JunHo precisa do nosso apoio!!!!!

  5. Taliteska 12 de novembro de 2011 às 10:22 #

    Acabei de começar a me interessar pelo 2 pm de verdade… acho que aos poucos estou me tornando uma hottest e por isso gostaria muito de agradecer a tradução!!! muito obrigada!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: